Mostrando postagens com marcador trabalhos e pesquisas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador trabalhos e pesquisas. Mostrar todas as postagens

1 de jul de 2015

livros de medicina gratis

Baixar livros é o modo mais fácil e econômico para você conhecer obras da literatura clássica e autores consagrados. Como é tudo grátis, você pode fazer o download à vontade de todas as obras que quiser. Por isso, lembre-se de compartilhar esse tesouro com as outras pessoas: estimule a leitura em seus amigos, filhos e familiares.
Existem muitos livros que já estão sob domínio público. Isso que dizer que você pode baixar e distribuí-los de graça, sem pagar nada e sem violar direitos autorais.



clique aqui para baixar livros
-->

11 de jul de 2012

Qual a nota da escola do seu filho?

Qual a nota da escola do seu filho?

Descubra em dois minutos se a escola do seu filho tem uma Educação de qualidade. Nesta ferramenta, você vê e compara a nota do Ideb das escolas de 5 550 cidades do Brasil

clique aqui

10 de jul de 2012

vídeos aula

Aprenda brincando!

Jogos
Aprenda brincando!


Passatempos
Diversas atividades pra você escolher!



Animações - EI
Conheça as animações que ensinam, de forma divertida, assuntos muito importantes!

20 de jun de 2012

Inep

O Inep foi criado, por lei, no dia 13 de janeiro de 1937, sendo chamado inicialmente de Instituto Nacional de Pedagogia. No ano seguinte, o órgão iniciou seus trabalhos de fato, com a publicação do Decreto-Lei nº 580, regulamentando a organização e a estrutura da instituição e modificando sua denominação para Instituto Nacional de Estudos Pedagógicos. Foi nomeado para o cargo de diretor-geral do órgão o professor Lourenço Filho.
Segundo o Decreto-Lei, cabia ao Inep "organizar a documentação relativa à história e ao estado atual das doutrinas e técnicas pedagógicas; manter intercâmbio com instituições do País e do estrangeiro; promover inquéritos e pesquisas; prestar assistência técnica aos serviços estaduais, municipais e particulares de educação, ministrando-lhes, mediante consulta ou independentemente dela, esclarecimentos e soluções sobre problemas pedagógicos; divulgar os seus trabalhos". Também cabia ao Inep participar da orientação e seleção profissional dos funcionários públicos da União.
Nas décadas anteriores à sua criação, algumas tentativas de sistematizar os conhecimentos educacionais e propor melhorias ao ensino já haviam sido articuladas, sem conseguir, no entanto, ter a continuidade desejada. O Inep configurou-se, então, no primeiro órgão nacional a se estabelecer de forma duradoura como "fonte primária de documentação e investigação, com atividades de intercâmbio e assistência técnica" (Lourenço Filho, M. B. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v 95, jul./set.1964), como dizia a lei. Nos anos seguintes à sua criação, o Inep tornou-se uma referência para a questão educacional no País.
O ano de 1944 foi importante para o Inep, principalmente devido ao lançamento da Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP), que ocorreu no mês de julho. Todas as informações educacionais produzidas pela autarquia passaram a ser publicadas neste veículo, que até hoje atende aos gestores, pesquisadores e estudiosos da Educação.
Em 1952, assumiu a direção do Instituto o professor Anísio Teixeira, que passou a dar maior ênfase ao trabalho de pesquisa. (Leia sua declaração no dia da posse). Seu objetivo era estabelecer centros de pesquisa como um meio de "fundar em bases científicas a reconstrução educacional do Brasil". (Relatório do Inep 50 anos, 1987). A idéia concretizou-se com a criação do Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais (CBPE), com sede no Rio de Janeiro, e dos Centros Regionais, nas cidades de Recife, Salvador, Belo Horizonte, São Paulo e Porto Alegre. Tanto o CBPE como os centros regionais estavam vinculados à nova estrutura do Inep.
Em 1972, o Inep foi transformado em órgão autônomo, passando a denominar-se Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, que objetivava realizar levantamentos da situação educacional do País. Esses levantamentos deveriam subsidiar a reforma do ensino em andamento – mediante a Lei nº 5.692/71 –, bem como ajudar na implantação de cursos de pós-graduação. Um ano depois, os Centros Regionais, que haviam se agregado em parte às universidades ou às secretarias de educação dos Estados, foram extintos. Em 1976, a sede do Inep foi transferida para Brasília. No ano seguinte, o CBPE foi extinto, marcando o fim do modelo idealizado por Anísio Teixeira e que deu ao Inep reconhecimento nacional e internacional.
Em 1981 foi lançado o Em Aberto, que possuía um caráter técnico e de assessoramento interno ao MEC, sendo modificado, mais tarde, para o atendimento de professores e especialistas fora da estrutura do Ministério.
Com o governo da Nova República, em 1985, o Inep passou por um novo desenho institucional. Retirou-se do fomento à pesquisa, para retomar sua função básica de suporte e assessoramento aos centros decisórios do Ministério da Educação.
Após o período de dificuldades pelas quais passou no início do governo Collor, quando quase foi extinto, o Inep iniciou um outro processo de reestruturação e redefinição de sua missão, centrada em dois objetivos:
  • reorientação das políticas de apoio a pesquisas educacionais, buscando melhorar sua performance no cumprimento das funções de suporte à tomada de decisões em políticas educacionais;
  • reforço do processo de disseminação de informações educacionais, incorporando novas estratégias de modalidades de produção e difusão de conhecimentos e informações.
No início dos anos 90, o Inep atuou como um financiador de trabalhos acadêmicos voltados para a educação. A partir de 1995 houve o processo de reestruturação do órgão. Com a reorganização do setor responsável pelos levantamentos estatísticos, pretendia-se que as informações educacionais pudessem, de fato, orientar a formulação de políticas do Ministério da Educação.
O primeiro passo se deu com a incorporação do Serviço de Estatística da Educação e Cultura (Seec), em 1996, à Secretaria de Avaliação e Informação Educacional (Sediae), do Ministério da Educação. O Seec, criado em 1937, era um órgão do Poder Executivo, com longa tradição na realização de levantamentos estatísticos na educação brasileira. Em 1997, a Sediae é integrada à estrutura do Inep, passando a existir, a partir desta data, um único órgão encarregado das avaliações, pesquisas e levantamentos estatísticos educacionais no âmbito do governo federal. Nesse mesmo ano, o Inep foi transformado em autarquia federal.
Nos últimos anos, o Instituto reorganizou o sistema de levantamentos estatísticos e teve como eixo central de atividades as avaliações em praticamente todos os níveis educacionais.

8 de mai de 2012

partituras, tablaturas, cifras, gratis

Site incrivel sobre piano e musica
  partituras, tablaturas, cifras, arquivos guitar pro e muito mais!!! 

32.000 Arquivos Guitar Pro
41.000 Cifras Musicais
26.000 Arquivos Midis
100.000 Partituras
4.000 Tablaturas
50 Vídeo Aulas
Musi-Fórum


 http://www.maestronicacio.com/

14 de mar de 2012

Ética

Ética
A origem da Ética é um assunto muito relativo e discutível. Por isso aqui consideramos duas possibilidades, das quais ambas são aceitas como verdadeiras. A primeira é a de que Sócrates teria sido seu iniciador. Mesmo que o filósofo não tenha escrito nada, sua filosofia é conhecida principalmente pela leitura de Platão nos diálogos chamados "socráticos".
A idéia que Platão sugere é a de que Sócrates fazia filosofia nas praças de Atenas, tanto com os seus oponentes, os sofistas, como com os seus discípulos ou concidadãos. A postura primeira daquele que é exaltado como o modelo do verdadeiro filosofo é resumida na famosa expressão: “só sei que nada sei” e por isso mesmo, perguntava. Como observaremos, o campo sobre o qual versará as investigações Socráticas, é o campo do agir humano. Por isso perguntava: o que é a coragem? O que é a amizade? O que é o bem? O que é a justiça? O que é a fortaleza? Seus interlocutores respondiam dizendo serem virtudes. Sócrates voltava a perguntar. O que é a virtude? Respondiam os interlocutores: é agir de acordo com o bem. Ao que Sócrates perguntava: que é o bem? Segundo muitos autores com tal postura Sócrates está inaugurando a ética.
Já por outra fonte considera-se que a primeira apresentação sistemática da Ética encontra-se em Aristóteles, porque teria sido ele o primeiro autor a buscar os princípios da ação humana por via de uma reflexão das diferenças entre conhecimento teórico e conhecimento prático. Chegou a esta distinção pela constatação de que o saber relacionado às coisas humanas não seria passível de demonstração prática, tal como ocorre na Física e na Matemática.

Ciência


Ciência
Quem foi o primeiro cientista?
No período Paleolítico Inferior ou da Pedra Lascada há aproximadamente 5.000.000 a 26.000 a.C. - Os primeiros hominídeos descobriram por meio da pedra lascada o princípio físico de que uma menor área de apoio gera mais pressão e no caso de uma lâmina este principio foi usado para cortar.




Já no periodo conhecido como o da Pedra Polida – compreendido aproximadamente, entre 26.000 a.C. até por volta de 5.000a.C. - Os homens tornaram-se agricultores e pastores. O homem descobriu que poderia produzir fogo a partir do atrito.
Tempos depois na Idade dos Metais aprox. 4.000 a.C. – ocorreu a descoberta ou como é chamada a "invenção da roda".




Em 2300 a.C., os acádios dominaram os sumérios graças ao uso do arco e flecha, invenção que utiliza as propriedades elásticas da madeira para alavancar a flecha, que é uma adaptação da lança primitiva que a tornou mais leve para adiquirir velocidade e penas nas laterais que dão a flecha mais estabilidade.
Nascido em 625 a.C. Tales considerados o primeiro "sábio" dos gregos, marca início de uma nova era. A era dos pensadores e dos calculos.
Pitágoras (582 - 497 a.C.) conhecido pelo "Teorema de Pitágoras" era um desses "cientistas", era ligado também a física, mas mais ligado ao lado da filosofia.
Aristoteles (384 - 322 a.C.) buscava na realidade um apoio sólido às suas mais elevadas especulações metafísicas
Arquimedes (287 - 212 a.C.) mais conhecido pela sua famosa solução para descobrir o volume de um objeto mergulhando o objeto na água e observando o quanto de água deslocava.




31 de jan de 2012

Portal Domínio Público

Uma biblioteca digital é onde o passado encontra o presente e cria o futuro."
Dr. Avul Pakir Jainulabdeen Abdul Kalam
Presidente da Índia - 09/set/2003
O "Portal Domínio Público", lançado em novembro de 2004 (com um acervo inicial de 500 obras), propõe o compartilhamento de conhecimentos de forma equânime, colocando à disposição de todos os usuários da rede mundial de computadores - Internet - uma biblioteca virtual que deverá se constituir em referência para professores, alunos, pesquisadores e para a população em geral.
Este portal constitui-se em um ambiente virtual que permite a coleta, a integração, a preservação e o compartilhamento de conhecimentos, sendo seu principal objetivo o de promover o amplo acesso às obras literárias, artísticas e científicas (na forma de textos, sons, imagens e vídeos), já em domínio público ou que tenham a sua divulgação devidamente autorizada, que constituem o patrimônio cultural brasileiro e universal.
Desta forma, também pretende contribuir para o desenvolvimento da educação e da cultura, assim como, possa aprimorar a construção da consciência social, da cidadania e da democracia no Brasil.
Adicionalmente, o "Portal Domínio Público", ao disponibilizar informações e conhecimentos de forma livre e gratuita, busca incentivar o aprendizado, a inovação e a cooperação entre os geradores de conteúdo e seus usuários, ao mesmo tempo em que também pretende induzir uma ampla discussão sobre as legislações relacionadas aos direitos autorais - de modo que a "preservação de certos direitos incentive outros usos" -, e haja uma adequação aos novos paradigmas de mudança tecnológica, da produção e do uso de conhecimentos.
FERNANDO HADDAD
Ministro de Estado da Educação
 
  http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/PesquisaObraForm.jsp

11 de jan de 2012

fotos do coração


 material para estudo
  • fotos do coração humano
  • ilustradas


Coração humano fotos e imagens

- 10,923 imagens
http://www.fotosearch.com.br/fotos-imagens/cora%C3%A7%C3%A3o-humano.html




20 de nov de 2011

ordem das letras do alfabeto

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

Quem decidiu a ordem das letras do alfabeto?


Os fenícios, mas não se sabe muito bem por quê. Provavelmente, as letras foram colocadas em seqüência aleatoriamente. O que se sabe é que o povo que habitou a região onde atualmente fica o Líbano, entre os anos 1400 e 1000 a.C., criou uma série de símbolos muito parecidos com os que usamos hoje, inspirados na escrita egípcia, cujas letras (ou ícones) representavam uma idéia. A grande inovação dos fenícios foi fazer cada símbolo equivaler a um som, relacionando o formato do símbolo a um objeto, um lugar ou um animal ao qual se expressavam usando determinado som (ou grunhido). Veja, por exemplo, como surgiu a letra A. A base para a criação dela foi o hieróglifo egípcio que representava "boi", cujo formato lembrava a cabeça do animal. Os fenícios criaram um ícone bem parecido para representar o som da primeira sílaba de aleph ("boi", em fenício). Portanto, sempre que aparecia esse som em uma palavra, o tal ícone era usado. Assim surgiu o alfabeto fenício, que serviu como base para a maioria dos alfabetos atuais, inclusive o nosso. Como? O fenício inspirou o grego, que por sua vez inspirou o etrusco, que, enfim, originou o romano (ou latino), que é esse que você está lendo. A ordem das letras não mudou, mas novos símbolos surgiram, mesmo depois da criação do alfabeto romano - que nasceu há cerca de 2 700 anos. A princípio, os romanos tinham 21 letras. O U cumpria a função de V, W e U mesmo, enquanto o I fazia a função de I e de J. E assim foi o nosso alfabeto até o século 16, quando o lógico francês Pierre Ramée criou as novas letras. Quem sabe no futuro criaremos novas letras para representar SS, RR, LH ou NH?! O alfabeto, assim como a língua, vive em constante evolução.

17 de nov de 2011

Trocadilhos populares

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

Trocadilhos populares:

A origem de expressões populares nem sempre é rastreável.
Usadas de boca em boca em contextos culturais os mais diversos, volta e meia são alvos de confusões fonéticas, tal a semelhança de sons de uma palavra com outras, mais usuais para os falantes de um tempo ou lugar.



Pó vezes, o equívoco generaliza – se numa geração, contaminando o uso e dificultando o entendimento de sua origem. Silveira Bueno em tratado de semântica brasileira (saraiva, 1965) vê o fenômeno em pelo menos três casos:


“Casa onde não há pão, todos gritam e ninguém tem razão”

De origem rural, a expressão original vinha com um “ ração”, e depois substituído por razão

Estar em papos de aranha:
A palavra papos (conversas informais)ocupa o lugar de palpos, parte acessória de boca ou queixo de certos insetos e aves.

fazer de gato e sapato

segundo Bueno a expressão naum provém no hábito de fazer sapatos com pêlo de gato. no português mais antigo havia o registro da expressão sob pata" , que teria virado sopata, e daí sapato . fazer de gato e sapato significaria: ter o destino do gato sob pata de um cão.

Grandes educadores

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

Grandes educadores

Paulo Freire -
Paulo Reglus Neves Freire, educador pernambucano, viveu entre 1921 e 1997. Ficou conhecido pelo empenho em ensinar os mais pobres; por isso, tornou-se uma inspiração para gerações de professores. Paulo Freire desenvolveu um método inovador de alfabetização, a partir de suas primeiras experiências em 1963, quando ensinou 300 adultos a ler e a escrever em 45 dias. Suas principais obras foram a Pedagogia do Oprimido (1968), Pedagogia da Esperança (1992) e À Sombra desta Mangueira (1995).

Anísio Teixeira -
O educador Anísio Espínola Teixeira introduziu no país o conceito de escola gratuita e para todos. O educador baiano, que viveu de 1900 a 1971, entendia a escola como uma instituição democrática, que oferecesse as mesmas oportunidades a filhos da classe alta e do proletariado. Defendia os princípios de um sistema educacional público, gratuito e obrigatório - que, mais tarde, fariam parte da Constituição. Fundou a Universidade de Brasília (UnB) e a Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (antigo nome da Capes). A participação de Anísio foi também fundamental na elaboração e aprovação da Lei de Diretrizes e Bases de 1961, que definiu os rumos da educação no Brasil.

Darcy Ribeiro -
Darcy Ribeiro era professor, etnólogo, antropólogo, ensaísta e romancista, nascido em Montes Claros (MG), em 1922. Formou-se em Ciências Sociais pela Escola de Sociologia e Política de São Paulo (1946), com especialização em Antropologia. Ribeiro foi Diretor de Estudos Sociais do Centro Brasileiro de Pesquisas Educacionais do MEC (1957-61) e participou, com Anísio Teixeira, da defesa da escola pública e da criação da Universidade de Brasília, da qual foi o primeiro reitor. Foi Ministro da Educação e Secretário de Educação do Rio de Janeiro, quando ficou encarregado de implementar os Centros Integrados de Educação Pública (Cieps), escolas de tempo integral com projeto político-pedagógico inovador. Faleceu em Brasília, em 1997.

Fatos interessantes sobre educação.

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

Fatos interessantes sobre educação.

Sabia que nem sempre o ensino no Brasil foi organizado com um professor à frente do quadro negro e crianças em fileiras?
Até a primeira metade do século XIX, o método era o monotorial: o professor ensinava o conteúdo a alguns alunos, que tinham mais facilidade em aprender o conteúdo. Esses alunos, os monitores, repassavam o conhecimento aos outros alunos que tinham mais dificuldades.

A primeira escola de formação de professores em nível médio, na modalidade normal, para o ensino de alunos da Educação Básica data de 1835.
A escola foi criada em Niterói (RJ). Depois disso, poucas instituições de formação foram criadas. Só no início do século XX, por volta dos anos 30, os primeiros cursos de licenciatura para formação superior de professores foram estruturados. Mesmo assim, apenas nos grandes centros urbanos da época.

Em 1827, D. Pedro I instituiu que a educação superior seria de responsabilidade do governo imperial.
O Ensino Superior era destinado exclusivamente à formação das elites do país. Foi assim até a primeira metade do século XX. Só na década de 60, o poder público passou a se preocupar com a democratização do acesso à educação.

http://sejaumprofessor.mec.gov.br/internas.php?area=curiosidades&id=fatos

Como surgiu a profissão de professor.

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

Como surgiu a profissão de professor.

A educação oficial no Brasil começa em 15 de outubro de 1827, com um decreto imperial de D. Pedro I, que determinava que "todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras". É por causa desse decreto, inclusive, que o Dia do Professor é comemorado no dia 15 de outubro. A data, contudo, só foi oficializada em 1963.
O acesso à educação, porém, ainda era muito restrito na época do Império. Apenas famílias ricas tinham condições de contratar professores para educar seus filhos. Esses profissionais ou atuavam em escolas privadas ou vendiam conhecimento de forma independente.
Apenas a partir dos anos 30, com o surgimento dos grupos escolares, foi que o ensino público gratuito passou a se organizar e atender mais alunos. Nessa época, o poder público passou a se responsabilizar efetivamente pela educação das crianças. Assim, houve a expansão e interiorização dos grupos escolares e as primeiras escolas de formação superior de professores em licenciaturas surgiram.

Fonte: http://sejaumprofessor.mec.gov.br/internas.php?area=curiosidades&id=comoSurgiu

7 de jan de 2011

A História da Matemática

User-agent: Mediapartners-Google* Disallow:

A História da Matemática 

Matemática é uma ciência que foi criada a fim de contar e resolver problemas cujas existências tinham finalidades práticas. Teorias das mais complexas contadas por matemáticos sobrevoaram a mente humana de como a matemática foi criada.

Essa ciência difícil e com complexidades pós o conhecimento humano foi criada a partir dos primeiros seres racionais, há milhões de anos dos Homo sapiens. Ela foi criada com o intuito de inventar uma lei sobre todas as quais ela é soberana e determina o possível e o impossível com uma questão de lógica. Essa lógica serviu para os primeiros raciocínios, desde trocas à vendas, de que nossos ancestrais necessitavam.

Até mesmo hoje, ela supera todas as ciências em necessidade humana, chegando até a superar a necessidade de se comunicar por meio de um idioma compreensível de tal região.

A matemática foi, é, e será uma grande necessidade humana. Nossos ancestrais também necessitavam de conhecimento dentre os quais poderiam se comunicar, comerciar e trocar. Desde aí, os princípios básicos do início da matemática foram se aperfeiçoando.

Poucos milênios antes de Cristo, a inteligência humana se desenvolveu mais, e a necessidade de uma ciência complicada para resolver desde os mais simples problemas até grandes vendas também.

Os grandes matemáticos surgiram antes de Cristo e depois de Cristo, inventando novas fórmulas, soluções e cálculos.

A inteligência do homem era algo tão magnífico, que a matemática evoluiu mais rápido do que as próprias conclusões e provas matemáticas do homem.

Adição, subtração, multiplicação, divisão, raiz quadrada, potência, frações, razões, equações, inequações, termos, leis, conjuntos, etc, todos esses princípios e centenas de milhares de outros estavam dentro da ciência complexa, difícil, explicável e lógica que se chamava Matemática.

Antigos acreditavam que a soma de duas unidades de algo, somado a mais outras duas unidades de algo, daria quatro. Comprovado pela matemática de sumérios, os primeiros grandes astrônomos e filósofos deram o essencial a essa complexidade. Vários povos se destacaram, como os egípcios, sumérios, babilônios e gregos. Grandes mentes surgiram e inventaram outros princípios mais complexos e mais difíceis.



Link:http://pt.wikipedia.org/wiki/História_da_matemática

Seguidores

Postagens populares

Ocorreu um erro neste gadget

Pesquisar este blog